Das Questões

Das Questões 4

filosofiatraduçãoarte

Sobre Exu

encruzilha eleguá

descaminho impossível não podia mais chamar

tatiana nascimento dos santos

O quarto número da revista Das Questões será dedicado a quem abre a porta e recebe oferecendo um “entre” passo/passe. Como aquele que recebe. Exu é aquele que faz chegar, e aquele também que solta. Como escreve Daniel Arcades, é a boca do universo. A revista, dedicada à filosofiatraduçãoarte, terá neste número seu foco em um santoconceitobatida: Exu. Èsù, Bará, Legbá, senhor das transformações, irreverente Enugbarijó, feito em muitos fragmentos que proliferam yanguís que o representam, titulado de Elegbara do poder ilimitado, virado em Pomba-Gira no Brasil e também em Maria Padilha, Molambo, Zé Pilintra e nos 21 Exus da Bahia. Falar de Exu é falar das transversalidades iorubás.

A revista assim invoca não apenas a filosofiatraduçãoarte africana, mas também a afrodescendência. Alexandre Fernandes escreve que “a encruzilhada de Exu é o rastro, a borda, […] o ponto de contato, […] a disseminação, a referência.” Exu é a força ou a arte de por na co-existência, assim é a hospitalidade de uma tradução ao invocar as entradas e os meios, é partícipe dos começos sendo sentinela das disseminações: descende do primeiro de todos os “entres”, aquele entre o céu e a terra. Orixá dos horizontes, tradutor do que está de fora para o que está de dentro, batida que marca o batente: batuque. Exu, polimórfico e transmutador, é tradutor, pensa, dispensa e nunca tem completamente cabimento porque sempre é arteiro.




A revista Das Questões pede contribuições em todos os formatos – fragmentos, ensaios, artigos, verbetes, despachos, ebós, traduções, enquetes etc. - sobre tudo o que rodeia Exu e assim suas, soleiras, umbrais, encruzilhadas, portas e portais. Até o dia 20 de maio.

Submissões: 

hilantra@gmail.com

matosdarochaaline@gmail.com

FaLang translation system by Faboba