Entrevista com Daniel Durante sobre a criação do doutorado da UFRN

ANPOF - Quais as linhas de pesquisa do Programa e o que você diria que define a sua identidade?

As linhas de pesquisa são duas: Metafísica e Lógica; Ética e Filosofia Política. A linha de pesquisa de Metafísica e Lógica tem como foco principal as pesquisas em Metafísica e Lógica, esta linha pode abrigar também pesquisas cujos temas se desdobram e interconectam com as outras especialidades do que se convencionou chamar de Filosofia Teórica, que inclui Epistemologia, Filosofia da Linguagem, Filosofia da Mente, Filosofia da Ciência. Compreende abordagens tanto históricas quanto analíticas de questões relacionadas com o pensamento e a teorização em geral, tais como o problema e a natureza do ser; os primeiros princípios; o ente supremo; verdade, validade e demonstração; razão e inferência; substância e modalidade; existência e significado; metalógica, metametafísica e metaontologia; conhecimento e informação; o físico e o mental; tempo e espaço; o livre arbítrio; etc. Centrada nestas questões da Metafísica e da Lógica, a linha as extrapola e abrange também suas conexões com as demais especialidades da Filosofia Teórica.

Já a linha de pesquisa de Ética e Filosofia Política abriga o estudo de temas tradicionais de Ética e Filosofia Política, seja a partir de um enfoque direcionado à fundamentação do agir humano no seu aspecto ético e político, seja a partir da investigação de problemas filosóficos que perpassam e entrecruzam os campos da ética e da política, isto é, de problemas filosóficos que surgem do desdobramento do agir nos aspectos subjetivo, social, político, cultural e histórico. Abrange temas relacionados com: a legitimação do Estado; poder e autoridade; razão e história; relação entre direito, Estado e sociedade; vínculos e rupturas entre ética e política; jusnaturalismo e direito natural; ideologia e capital; teoria política; teorias da justiça; justiça e direito; justiça distributiva e teorias da democracia; ação ética e dever; moral e virtude; sentimentos morais; ética e linguagem; metaética; ética aplicada; ética e cultura; crítica da moral; dimensão ético-política da experiência estética; etc.


ANPOF - A UFRN tem agora um novo Programa de Doutorado em Filosofia aprovado pela CAPES. Quais as principais novidades que o Programa apresenta?

O curso de doutorado em Filosofia da UFRN integra-se ao conjunto de ações voltadas para a expansão qualificada e integrada do Ensino e da Pesquisa que são parte das estratégias de expansão acadêmica com qualidade, indicadas no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2011-2015 da UFRN, em um contexto de plena consolidação da UFRN como principal instituição de ensino superior das regiões Norte e Nordeste, segundo indicadores do Índice Geral de Cursos (IGC) 2012 do MEC. Uma tal expansão, se se pretende sustentável, deve consolidar, na ampliação dos programas de Pós-Graduação, a integração entre uma formação de excelência e o fortalecimento da produção dos grupos de pesquisa já atuantes na instituição. Os nossos 14 anos de experiência com o mestrado em Filosofia, com mais de 100 mestres formados, trouxeram solidez, maturidade e qualificação ao corpo docente do programa de Pós-Graduação em Filosofia, o que nos permite projetar que o doutorado em Filosofia da UFRN consolidará os grupos de pesquisa já existentes e estimulará a pesquisa acadêmica na área. Trata-se de formar professores e pesquisadores de alto nível, capazes de lecionar, orientar e desenvolver projetos de pesquisa consistentes e de relevância na área, com potencial de inovação no debate contemporâneo.


ANPOF - Como você vê o papel a ser desempenhado pelo Programa da UFRN no contexto da consolidação da área no país e, em particular, no NE?
A importância da criação de um curso de doutorado próprio em Natal configura-se como uma necessidade de primeira ordem. Essa proposta que surgiu de modo orgânico ao PPGFIL/UFRN objetivou, antes de tudo, criar um curso de excelência em Filosofia no Nordeste brasileiro. Temos um corpo docente altamente qualificado, produtivo e dedicado à pesquisa e orientação que quer construir um espaço próprio para continuação e desenvolvimento do trabalho que vem sendo realizado. As últimas avaliações institucionais nacionais atestam que a UFRN é hoje a melhor universidade das regiões Norte e Nordeste e assim tem todo o interesse e todas as condições de sustentar o crescimento de um doutorado em Filosofia com essas características, que combinaria a excelência acadêmica com a necessidade premente de qualificação dos recursos humanos em nossa região, incluindo evidentemente a qualificação de professores que possam atuar tanto em universidades, quanto em nível de ensino médio. Quanto à importância regional do curso, podemos destacar que a adoção da Filosofia como disciplina obrigatória no currículo do ensino médio, ocorrida há alguns anos, não só representa o reconhecimento de seu valor enquanto conhecimento e de sua capacidade de contribuir para o aperfeiçoamento de nossa sociedade, como também exige de nossas instituições que provejam os meios para o seu pleno desenvolvimento.

INFORMAÇÕES SOBRE O PROGRAMA:

Nome completo do Coordenador e e-mail para contato:

Daniel Durante Pereira Alves (durante@ufrnet.br)

Data prevista para o próximo processo seletivo e início das aulas:

A primeira seleção deverá ocorrer em abril/2016 e as aulas deverão iniciar em maio/2016.

Lista de docentes que compõem o Programa:

PERMANENTES: Alípio de Sousa Filho; Antônio Basílio Novaes Thomaz de Menezes; Cinara Maria Leite Nahra; Cláudio Ferreira Costa; Daniel Durante Pereira Alves; Dax Fonseca Moraes Paes Nascimento; Eduardo Aníbal Pellejero; Fernanda Machado de Bulhões; Gisele Amaral dos Santos; João Marcos de Almeida; Joel Thiago Klein; Maria Cristina Longo Cardoso; Markus Figueira da Silva; Oscar Federico Bauchwitz e Sérgio Luís Rizzo Dela-Sávia.

COLABORADORES: Cícero Cunha Bezerra e Rodrigo Ribeiro Alves Neto.

Mais informações: https: www.cchla.ufrn.br/ppgfil

FaLang translation system by Faboba