A crítica de Dominic Lopes à teoria do mundo da arte de Artur Danto Show all records where Título is equal to A crítica de Dominic Lopes à teoria do mundo da arte de Artur Danto
Regina Sanches Xavier Show all records where Autor is equal to Regina Sanches Xavier
UFMG Show all records where Instituição is equal to UFMG

O objetivo geral desta comunicação é analisar as possíveis formas de legitimação da arte contemporânea. O filósofo Arthur Danto, nosso principal referencial teórico, afirma existir somente uma, a saber: a forma legitimadora do -mundo da arte-. Em contrapartida, defendemos que existência de uma forma de legitimação autônoma da obra em relação ao -mundo da arte-. Para tanto, objetiva-se examinar detalhadamente, num primeiro momento, a forma impositiva e problemática com a qual o -mundo da arte- transfigura os objetos do cotidiano em obras de arte, isto é, os limites do conceito de arte concernente ao pluralismo da arte contemporânea. No segundo momento, almeja-se investigar uma noção de legitimação como instrumento autônomo da arte. Partiremos do livro Beyond Art, de Dominic McIver Lopes como contraposição ao pensamento dantiano, segundo o qual o conceito de arte é restrito. Nesse segundo momento, a noção de legitimação permanece indeterminada, pois não recorrerá às instituições de poder legitimadoras presentes no -mundo da arte- para desenvolver uma teoria individual da arte. Torna-se cada vez mais frequente o apelo para responder a pergunta -O que é arte?-. Pensaremos as possibilidades de uma legitimação autônoma para a arte a partir das relações livres entre o artista e o público. Se podemos falar de um conceito de arte, ele não será visto como algo fechado, nem como um quebra-cabeça metafísico. O que orienta minha comunicação não é a procura de uma fórmula analítica ou pela definição do termo -arte-, mas sim um levantamento de problemas relativos à teoria da arte de Arthur Danto, e, a partir desses problemas, pensar em uma relação mais ampla entre o artista o público. Defenderemos que a insuficiência da teoria da arte de Danto surge na medida em que sua teoria não se sustenta perante contra-exemplos contundentes em nossa época, a partir dos quais tentamos pensar a autonomia do artista e do sujeito diante do -mundo da arte-. Segundo a teoria de legitimação da obra de arte de Arthur, todo objeto-comum, para adquirir o status de arte, deveria passar pelo crivo do -mundo da arte-, isto é, pelos elementos institucionais capazes de transfigurá-lo em obra de arte. Será principalmente em seus escritos A transfiguração do lugar-comum, O descredenciamento filosófico da arte e Após o fim da arte que encontraremos maior substrato para discutir a legitimação problemática com a qual o mundo da arte transfigura os objetos comuns em obra de arte pós-histórica. Buscamos reconhecer no debate sobre a arte contemporânea uma forma de legislação mais autônoma, isto é, que valoriza a perspectiva autônoma do artista, da obra e, claro, do espectador em relação à obra a partir dos contraexemplos presentes na arte contemporânea.

ARTE, ESTÉTICA, LITERATURA Buscar Grupo igual a ARTE, ESTÉTICA, LITERATURA
Dia 22 | Segunda | Sala 105|13:30-14:00
CCJE
22/10/2018
FaLang translation system by Faboba