A doutrina da analogia em são Tomas de Aquino Show all records where Título is equal to A doutrina da analogia em são Tomas de Aquino
Bianca Martins da Silva Show all records where Autor is equal to Bianca Martins da Silva
UEM Show all records where Instituição is equal to UEM

Na suma teológica, obra de Tomás de Aquino, nas questões três e quatro, volume 1; Tomás desenvolve uma análise sobre a simplicidade de deus e a perfeição de deus dialogando os pressupostos bíblicos e filosóficos para formular seu argumento. É mais especificamente na questão quatro no artigo três que se constitui a doutrina da analogia de Tomás, apesar que ele apresenta argumentos que sustentem esta defesa em outros artigos. O termo ‘analogia tem como significado “relação de semelhança entre coisas ou fatos” (Houaiss, 2009, p.117). Na filosofia grega, a analogia tem o sentido de identidade de relação entre os pares de conceitos dessemelhantes. A analogia sustenta que há semelhança entre coisas, concepções, teorias ou outros fatores e é muito utilizada de maneira formal e informal na sociedade. Ela está presente nos mais antigos escritos históricos assim como na escritura sagrada. A analogia é uma descrição argumentativa que auxilia a expressão de determinado interlocutor em se fazer mais claro, em suas ideias, para que o receptor capte a mensagem transmitida. Dentro dos evangelhos, que iniciam a narrativa do novo testamento; temos ela presente em formato de parábolas, que eram exposições contadas por Jesus para exemplificar o ensinamento que ele desejava passar para quem o estivesse ouvindo. É baseado em santo Agostinho que Tomás de Aquino apoia seu argumento sobre a criação do homem a imagem e semelhança de deus, denominando está semelhança em uma analogia. Além de constar que Tomás molda sua filosofia a partir de Aristóteles, porém ele dá um novo sentido ramificando sua teologia e principalmente sua filosofia a partir do mesmo revendo e definindo argumentos em uma nova perspectiva. Deste modo, iremos aqui prosseguir em uma análise atendo-se a ideia de que o homem foi criado por deus conforme Tomás de Aquino expõe no volume 1 da suma teológica. Buscar-se-á aqui, então, expor como Tomás desenvolveu este raciocínio explicitando os elementos de seus argumentos e esclarecendo em que se consiste a semelhança de homem com seu criador. No artigo três ele levanta argumentos positivos e contrários à semelhança do homem a deus. Porém utiliza-se de relatos bíblicos para apologizar a semelhança do mesmo. Assim, o homem (criatura), está para seu criador como dessemelhante. E, à medida em que o argumento acerca do criador não é de uma estrutura muito abrangente, o homem criado possui semelhança, é análogo ao criador; tendo sido feito como imagem, possui atributos de sua causa dentro de uma proporção. Ou seja, para Tomás o homem foi criado a imagem e semelhança de Deus, assim como o relato bíblico em gênesis descreve.

História da filosofia medieval e a recepção da filosofia antiga Buscar Grupo igual a História da filosofia medieval e a recepção da filosofia antiga
Dia 24 | Quarta | Sala 113|10:45-11:15
BW
24/10/2018
FaLang translation system by Faboba