Antonio Juliano Ferreira Lopes Show all records where Autor is equal to Antonio Juliano Ferreira Lopes
UFC Show all records where Instituição is equal to UFC

As obras do amor é uma de maturidade de Kierkegaard, que se despe da pseudonímia para tratar de modo mais acessível, o amor ágape, tipicamente cristão, mediante a análise do imperativo “tu deves amar ao teu próximo como a ti mesmo" . A moral e primeira ética podem assimilar e acolher esse mandamento em seu sistema? Se não puder ser assimilado por conter uma fundamentação transcendente, então o mesmo contradiz àquelas, que possuem sua base na razão, que é imanente? É um dever para com o homem ou para com o deus? Como esse amor foi concebido pela posteridade e pela filosofia idealista? Para esta, a sentença de Cristo era um dos mandamentos mais escandalosos e ousados da história. Kierkegaard não se contenta com uma releitura do clássico mandamento, mas o esmiúça em seus detalhes e o analisa dialeticamente, realizando uma exegese minuciosa do mesmo. No preâmbulo da referida obra, ele trata da vida oculta do amor e de sua cognoscibilidade pelos frutos: partindo da concepção de que o amor em si mesmo, enquanto ente, é invisível aos olhos humanos, ele só se faria conhecer a partir de suas obras, os frutos do amor, que ao contrário de sua causa, o amor mesmo, são demonstráveis e verificáveis de um ponto de vista meramente exterior, pois as obras são exteriores mas o amor mesmo é interior, e portanto, escapa a qualquer verificação e observação . Radicalmente distinto do Eros platônico e da philia aristotélica, o amor cristão se define como entrega absoluta e espontânea, um amor que oferece e que não possui pretensão de receber nada em troca, um amor que busca finalmente vencer o egoísmo, abdicar deste enquanto medida natural do homem, mas apenas o amor ágape possui esse comprometimento que consiste na extirpação do egoístico no homem.

Kierkegaard Buscar Grupo igual a Kierkegaard
21.10 | Sexta-Feira | sala 35| 09h00
sala 35
21/10/2016
FaLang translation system by Faboba