Fábio Coelho da Silva Show all records where Autor is equal to Fábio Coelho da Silva
UFSCAR Show all records where Instituição is equal to UFSCAR

Em sua obra "A evolução criadora", Bergson estabelece uma articulação entre teoria do conhecimento e estudo da vida. Mais especificamente, ele se propõe a examinar como os quadros fixos do pensamento são estruturados ao longo do processo evolutivo. Essa espécie de crítica da crítica demonstra que a inteligência não é exclusivamente uma faculdade de especulação, mas sim de ação. A manobra primordial que define sua competência é a capacidade de fabricar, isto é, de transformar a natureza para atender as necessidades vitais da espécie. Essas considerações estão na base da perspectiva bergsoniana sobre a condição humana, cujos traços decisivos vinculam-se à filiação entre "Homo faber" e "Homo sapiens". Essa caracterização apresenta dois aspectos fundamentais: primeiramente, a fabricação ou a atividade técnica é inerente ao desenvolvimento natural do homem: em segundo lugar, o "Homo sapiens" nasce da sofisticação do processo de fabricação, cujo advento envolve a instauração de um campo de reflexões sobre as atividades humanas. Posteriormente, ao recuperar essa descrição na introdução de "O Pensamento e o movente", o filósofo francês apresenta uma terceira modalidade, a saber: o "Homo loquax": mas, de maneira bastante breve, o desqualifica como “antipático”, já que a estruturação de seu pensamento seria simplesmente uma “reflexão sobre o que fala”, obedecendo assim aos critérios depositados na linguagem e, por conseguinte, colocando-se distante das coisas. Essa descrição da inserção do homem sobre o mundo traz à tona uma questão importante: entendida como um produto da vida, a inteligência humana não consegue pensar a própria vida em sua mobilidade e amadurecimento, uma vez que a exigência de agir sobre a matéria bruta tem como alvo suprir demandas e satisfazer interesses da espécie. Bergson define que a tarefa da filosofia é subverter essa distância entre realidade e conhecimento interessado, evidenciado assim a dimensão espiritual do homem na medida em que procura fundi-la ao todo. Tendo em vista esse eixo temático, a proposta desta comunicação é demonstrar que, para Bergson, a reestruturação da metafísica não implica em renunciar a influência da técnica, da linguagem e dos quadros fixos do pensamento, mas promover uma espécie de torção violenta da inteligência sobre si mesma para inverter sua marcha habitual: ou melhor, será a reflexão sobre as origens e a destinação da inteligência e da linguagem que abrirá o caminho para ultrapassar a condição humana e, ao mesmo tempo, para estabelecer o conhecimento da vida como inovação e devir radical.

Filosofia Francesa Contemporânea Buscar Grupo igual a Filosofia Francesa Contemporânea
21.10 | Sexta-Feira | sala 43| 10h20
sala 43
21/10/2016
FaLang translation system by Faboba