Vanice Ribeiro da Silva Show all records where Autor is equal to Vanice Ribeiro da Silva
UNIFESP Show all records where Instituição is equal to UNIFESP

Nesta comunicação abordaremos alguns aspectos presentes em Língua e Realidade de V. Flusser, publicada em 1963, os quais elucidam como o autor justifica ontologicamente um relativismo linguístico. Trata-se de uma forma de relativismo à maneira da tradição de pesquisa ligada ao pensamento de W. von Humboldt, contextualizada nos estudos da linguagem do século XIX, cuja tese afirma que a linguagem é definidora da visão de mundo do sujeito. Tal afirmação está relacionada a uma “herança kantiana” à medida que coloca a linguagem no lugar das categorias do sujeito transcendental condicionando a construção do mundo às diferentes línguas. Essa tese ganha respaldo em teorias contemporâneas da linguística que justificam o relativismo linguístico, sobretudo na hipótese Sapir-Whorf. Na obra citada de Flusser encontramos essa forma de relativismo quando o autor afirma que a língua cria e forma a realidade no sentido de não haver mundo sem alguma forma de palavra. Segue-se disso a afirmação de Flusser de que o que existem são os dados brutos apreendidos pelos sentidos e quando apreendidos o são por meio de palavras ouvidas ou lidas (audição e visão). Dados brutos que ainda não são palavras o intelecto trata de tecer como fios para transformá-los em palavras e torná-los mundo, cosmos. Sem torná-los palavras os dados brutos não constituem mundo, mas algo amorfo sem sentido algum.

Filosofia Contemporânea Buscar Grupo igual a Filosofia Contemporânea
21.10 | Sexta-Feira | sala 57| 10h00
sala 57
21/10/2016
FaLang translation system by Faboba