Primeiro Mestrado Profissional em rede de Filosofia do Brasil começa com aula inaugural ministrada por Marilena Chauí

header

Aula será transmitida ao vivo online

O primeiro Mestrado Profissional em rede de Filosofia do Brasil inaugura os trabalhos com aula ministrada pela professora Marilena Chauí (USP) na próxima segunda-feira (10/4) às 19 horas, no Teatro da Reitoria da Universidade do Paraná. O programa nasce como inovadora proposta de ofertar curso de mestrado a professores de filosofia do ensino médio ou fundamental, na modalidade profissional, em rede e com abrangência nacional. São 17 núcleos presentes em todas as regiões do país. Também participarão da mesa de abertura Antonio Edmilson Paschoal, coordenador do PROF-Filo, o Prof. Vinicius Figueiredo, representante da área de filosofia na Capes, e o Prof. Adriano Correia, presidente da Anpof.

Pensar a Filosofia na sala de aula torna-se cada vez mais urgente em um contexto de aprovação de medida provisória convertida em lei que retira a obrigatoriedade do curso de Filosofia das grades curriculares e de apresentação de uma proposta de Base Nacional Comum Curricular que caminha para ser mais experimental. O Mestrado Pro-Filo é justamente esse espaço em que professores pensam, pesquisam, amadurecem, aprimoram e recriam as práticas filosófico-pedagógicas que têm sido desenvolvidas em salas de aula da Educação Básica.

“É um projeto extraordinário. É uma resposta da comunidade acadêmica a uma necessidade na formação básica, revelando que há uma forte preocupação com fornecer formação adequada e continuada e também com aprofundar as pesquisas sobre o tema. Isto é muito relevante na definição da política educacional para a área. A área de filosofia, inclusive a pós-graduação, é muito sensível às demandas da formação e do ensino no nível médio”, comenta o presidente da Anpof, Adriano Correia.

A tarefa de pensar a Filosofia no Ensino Médio já adquiriu, há algum tempo, grande relevância para a comunidade filosófica. Desde 2012 o tema foi acolhido nos encontros nacionais de filosofia, promovido pela Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia, por meio da Anpof-Ensino Médio, com discussões sobre ensino de filosofia e formação de professores e outros temas relevantes para a área.


Sobre o mestrado

Voltado para professores de Filosofia do Ensino Médio que estejam em exercício da docência em sala de aula, preferencialmente, em escola da rede pública de ensino, este mestrado funciona em rede e tem abrangência nacional. O curso, com área de concentração em Ensino de Filosofia, é predominantemente presencial e se estrutura a partir de núcleos sediados em Instituições de Ensino Superior (IES) que são responsáveis pela coordenação e execução local do curso.

De acordo com o coordenador do Mestrado, Edmilson Paschoal, o programa supre uma carência da área que consiste na continuidade do processo de formação dos profissionais oriundos dos cursos de Licenciatura, com interesse especial por programas como o PIBID, por exemplo, e que atuam como professores do Ensino Médio.

“O programa coloca no horizonte de trabalho uma carência, em nossa área, de pesquisas voltadas para as demandas didático-pedagógicas derivadas da presença da Filosofia no Ensino Médio brasileiro. Neste ponto, é interessante ressaltar que em sua maioria quase absoluta, os cursos de pós-graduação na área de Filosofia são predominantemente voltados para a formação acadêmica para a pesquisa e para o ensino em instituições de ensino superior e não para o ensino de Filosofia para os jovens”, comenta.

Mais informações sobre processo seletivo e disciplinas, veja no site:
http://www.humanas.ufpr.br/portal/prof-filo/


ANPOF (biênio 2017-2018)

FaLang translation system by Faboba