Documento apresenta diretrizes para prevenir e combater assédio moral e sexual nos programas de Pós-graduação em Filosofia

No último dia 12 de dezembro estiveram reunidos em Brasília os coordenadores de área de Filosofia junto à CAPES, os coordenadores e coordenadoras dos Programas de Pós-Graduação em Filosofia e o Presidente da ANPOF. Na ocasião aprovaram, por unanimidade, apoio ao documento Diretrizes para prevenir e combater o assédio moral e sexual nos programas de Pós-Graduação em Filosofia das universidades brasileiras. O documento foi elaborado pelo GT de Filosofia e Gênero da ANPOF e deve ser amplamente divulgado junto à comunidade filosófica brasileira.

No documento constam diretrizes que os PPG em Filosofia adotem, além de medidas efetivas de combate ao assédio, medidas preventivas, por meio de ações informativas como cursos, encontros, seminários, palestras e outros eventos (para alunos e alunas recém-chegados, por exemplo), propiciando, assim, o aprofundamento do debate sobre diversidade, igualdade e cidadania nesses ambientes.

O documento explicita o que são assédios moral e sexual e solicita que o assunto seja incluído como um dos itens de avaliação dos PPG, a constar nos relatórios internos dos programas em Filosofia submetidos à avaliação da Capes, para que sejam expostas as ações realizadas e os avanços conquistados na prevenção e no combate ao problema do assédio.

Diretrizes para prevenir e combater o assédio moral e sexual nos programas de Pós-Graduação em Filosofia das universidades brasileiras

Tags: NOTAS

FaLang translation system by Faboba