Nota de solidariedade à Márcia Tiburi - GT Filosofia e Gênero

Nos solidarizamos com nossa companheira e amiga, Marcia Tiburi, uma das fundadoras do GT Filosofia e Gênero da ANPOF, obrigada a deixar o país após receber inúmeras ameaças de morte. Sabemos que a luta pelo direito a ter uma voz pública que seja feminina e feminista não é fácil. Toda mulher que ousa disputar o espaço público é vítima de preconceitos e ofensas, mas nada disso é suficiente para calar a voz das mulheres. Causa, entretanto, bastante preocupação que as ofensas e preconceitos cotidianos passem a compor também ameaças à vida das pessoas. Esse clima de insegurança e censura em um país democrático é inadmissível. Em poucos dias, faremos um ano da morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle, e até agora o Estado brasileiro não apresentou o mandante do crime. Márcia foi candidata a governadora do Rio de Janeiro pelo PT e além disso foi uma das primeiras intelectuais a denunciar o fascismo à nossa volta. Exigimos das autoridades que encontrem e punam os culpados pelas ameaças à sua vida. Que Márcia possa viver com tranquilidade em seu país e continuar seu trabalho intelectual, literário tal como seu engajamento político à frente dos movimentos feministas libertários.

 

GT Filosofia e Gênero da Anpof
11 de março de 2019

Tags: NOTAS

FaLang translation system by Faboba