Nota de solidariedade do GT Filosofia e Gênero

Nos solidarizamos com as mulheres bolivianas, e por extensão com todo povo da Bolívia, em função da violência sexual, dos sequestros, dos incêndios nas casas das/os indígenas e camponeses/as e nas sedes  de suas organizações sociais. Sentimos profundamente pelos ataque às formas de expressão e valores culturais e constitucionais depostas abruptamente por violência e imposição religiosa de forma colonialista e racista. É inadmissível que as mulheres, e o restante do povo boliviano, estejam vivendo esse golpe empresarial, colonialista, religioso e oligárquico comandado por Luis Fernando Camacho, que obrigou o presidente do país renunciar em pleno ano 2019. Isso mostra o caráter cíclico do colonialismo capitalista racista e predatório. Por fim nos solidarizamos com os movimentos campesinos e indígena e com o Movimento Feminista Antipatriarcal da Bolívia pela sua resistência e afinco na defesa de valores solidários, democráticos e anticolonialistas.

GT Filosofia e Gênero

Tags: NOTAS

FaLang translation system by Faboba