Nota de falecimento do professor Marcos Lutz Müller

É com grande tristeza que informamos o falecimento de Marcos Lutz Müller, terça-feira, 15 de setembro de 2020, professor do departamento de filosofia da Universidade Estadual de Campinas.  

Marcos Müller era licenciado em filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e bacharel em Direito pela mesma universidade. Fez seus estudos de pós-graduação de 1966 a 1975 na universidade de Freiburg-im-Breisgau e na universidade de Heidelberg, nesta última doutorou-se com uma tese sobre a teoria da negação em Sartre.  Era um grande conhecedor da filosofia de Hegel e da tradição dialética dela decorrente, assim como dos principais momentos da filosofia política, de Aristóteles até as últimas discussões contemporâneas. Marcos atuou intensamente para que se estabelecesse no Brasil um padrão de rigor e excelência nos estudos acadêmicos. Seu profundo conhecimento filosófico marcou decisivamente não apenas os estudantes que puderam acompanhar na Unicamp seus cursos, exaustivamente preparados, mas também aqueles que assistiram às suas conferências. Também empenhou-se fortemente para o surgimento do GT Hegel da ANPOF e para a constituição da Sociedade Hegel Brasileira.

Orientador dedicado e atencioso, formou gerações de estudantes de acordo com os mais altos padrões da pesquisa filosófica. Além de ser autor de artigosbastante elaborados, escritos de maneira artesanal, num ritmo qualitativamente diferente do modelo atual de escrita filosófica, Marcos Müller traduziu ao longo de várias décadas a Filosofia do Direito de Hegel, que foi publicada por etapas, nos Cadernos de Tradução da UNICAMP, com caudalosas notas e introduções, e que agora será publicada integralmente em livro, depois da última e cuidadosa revisão em que trabalhou até quase os seus últimos dias.

Desde a última série de cursos que ministrou na Unicamp em 2008, cujo tema era a Ciência da Lógica de Hegel, Marcosse dedicou intensamente à constituição de um frutífero núcleo de estudos de filosofia japonesa, chinesa e indiana, indubitavelmente um importante marcointernacional nas pesquisas sobre antropologia filosófica. Praticante por quase cinco décadas da arte milenar do tai-chi, Marcos contribuiu, com esse percurso pela filosofia oriental, a um benfazejo arejamento, ampliação e aprofundamento dos horizontes da discussão e prática filosófica entre nós. Marcos deixa a esposa Jeanne-Marie Gagnebin, as filhas Rafaela e Cristina, e a netinha Helena. 

Prof. Dr. Fábio Mascarenhas Nolasco (UnB)
Prof. Dr. Luiz Fernando Barrére Martin (UFABC)
Prof. Dra. Márcia Zebina Araújo da Silva (UFG)


Tags: NOTAS

FaLang translation system by Faboba