A dignidade da política em tempos sombrios
UFG - Grupo Pensamento Político Contemporâneo
grupopensamentopolitico@gmail.com

O X edição do evento “Colóquio Hannah Arendt”, um evento itinerante, será realizado junto à VI edição do evento “Colóquio Pensamento Político Contemporâneo”, realizado sempre na UFG, dedicados ambos neste ano ao tema “A dignidade da política em tempos sombrios”, com vistas a aglutinar reflexões sobre a relevância do pensamento de Hannah Arendt para refletir sobre o cenário político contemporâneo.

Estarão reunidos pesquisadores de todas as regiões do Brasil e de outros quatro países (Argentina, Colômbia, México e Venezuela) em um esforço conjunto para aproximar e trocar resultados de pesquisas que vêm sendo realizadas sobre o tema nos últimos anos.

Ademais, outro esforço que estaremos realizando será o de dialogar com as demais áreas das humanidades – história, ciências sociais, direito e educação – ampliando nossa capacidade de avaliar a atualidade da obra da pensadora.
Além das conferências de especialistas na obra autora e de pesquisadores dos eventos políticos selecionados, receberemos estudantes de diversas localidades do Brasil que terão a oportunidade de expor seus trabalhos e de absorver a discussão de alto nível que será estabelecida entre os pesquisadores convidados, além de contribuir com suas próprias pesquisas.


13 Jun 2016 > Ocorrido há 181 dias
13 Jun 2016 - 17 Jun 2016
09 Jun 2016

X ENCONTRO INTERNACIONAL HANNAH ARENDT

 

VI COLÓQUIO PENSAMENTO POLÍTICO CONTEMPORÂNEO

 

 “A dignidade da política em tempos sombrios”

 

Em homenagem a Cláudio Boeira Garcia

 

Goiânia, 13 a 17 de junho de 2016

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 13/06 (AUDITÓRIO DA FAC. DE EDUCAÇÃO – CAMPUS I – PÇ. UNIVERSITÁRIA)

 

10:00 – Início das inscrições no local

 

10:30-11:00 – Abertura

 

11:00-12:00 – Eduardo Jardim de Moraes (PUC-RJ): Como curar um fanático? Hannah Arendt e Amós Oz

 

12:00-13:30 – Almoço

 

13:30-15:00 – Yara Frateschi (Unicamp): Arendt e a questão de gênero; André Duarte (UFPR): Arendt e Butler, um diálogo possível?

 

15:00-15:15 – Intervalo

 

15:15h-16:45 – Helton Adverse (UFMG): Hannah Arendt, Leo Strauss e o problema da filosofia política; Julia Smola (UNGS/Argentina): Tras una teoría política no escrita de Hannah Arendt;

 

16:45-17:00 – Intervalo

 

17:00-18:30 –Claudia Bacci (UBA): Narración y testimonio – una revisión arendtiana de la escena judicial en Argentina Anabella di Pego (ULP/Argentina): Reflexiones en torno del mal. Figuras literarias de la banalidad del mal y de la potencia de no

 

18:30-18:45 – Lançamento do livro Política y filosofía en Hannah Arendt: el camino desde la comprensión hacia el juicio (Anabella di Pego)

 

18:45-19:15 – Intervalo

 

19:15-20:45 – Fábio Abreu dos Passos (UFPI): O terror: Revolução Francesa e totalitarismo como exemplificações; José Luiz de Oliveira (UFSJ): A liberdade de opinião no papel do senado nas análises de Hannah Arendt

 

20:45-21:00 – Lançamento do livro do VIII Encontro Hannah Arendt

 

 

 

 

 

Dia 14/06 (AUDITÓRIO DA FAC. DE EDUCAÇÃO – CAMPUS I – PÇ. UNIVERSITÁRIA)

 

10:00-12:00 – Maria Francisca Pinheiro Coelho (UnB): Política e esfera pública; Antonio Glauton Varela Rocha (UFC): o mundo comum como lugar da política em Hannah Arendt; Alejandro Oropreza G. (Obs. H. Arendt/Venezuela: El traslado de la esfera pública a la privada del ejercicio del poder en democracias en peligro

 

12:00-13:30 – Almoço

 

13:30-15:00 – Rodrigo Ribeiro Alves Neto (Unirio): O presentismo como forma contemporânea da temporalidade e suas implicações políticas; Paula Hunziker (UNC/Argentina): Algunas hipótesis sobre la recepción arendtiana de Kant, en la década del cincuenta

 

15:00-15:15 – Intervalo

 

15:15h-16:45 – Sebastian Torres (UNC/Argentina): Arendt en el debate del neo-republicanismo; Elivanda de Oliveira Silva (UFMG): O retorno do republicanismo: a contribuição de Hannah Arendt

 

16:45-17:00 – Intervalo

 

17:00-18:30 – Beatriz Porcel (UNR-Argentina): Arendt: el inter-esse como protección de los tiempos sombríos; Vanessa Sievers de Almeida (UFBA): “Tempos sombrios”: as metáforas da luz e da escuridão no pensamento de Hannah Arendt

 

18:30-19:00 – Intervalo

 

19:00-20:30 – Maria Teresa Muñoz (UAM-México): Violencia y guerra. Reflexiones arendtianas acerca del llamado intervencionismo humanitario; Diego Paredes (Conicet-IIGG-Argentina/UAC-Colômbia): Violencia y política en el diálogo entre Arendt y Marx

 

20:30-20:45 Lançamento do livro Violencia y Revolución en el pensamiento de Hannah Arendt (comp. Maria Teresa Muñoz)

 

 

 

Dia 15/06 (AUDITÓRIO DA FAC. DE EDUCAÇÃO – CAMPUS I – PÇ. UNIVERSITÁRIA)

 

10:00-12:00 – Lauro Rodrigues de Moraes Rêgo Júnior (UnB): A ideia da política em Max Weber e Hannah Arendt: um exame baseado em afinidades conceituais; Nei Fonseca (UFPEL): A responsabilidade entre política e educação; Cícero Samuel Dias Silva (UFCA): O domínio do kitsch: considerações a partir de Hannah Arendt e Hermann Broch; Halanne Fontenele Barros (UFC): O espaço potencial do domínio público

 

12:00-13:30 – Almoço

 

13:30-15:00 – Fernando José do Nascimento (UFPE): O tempo do pensamento em Hannah Arendt: entre a filosofia e a política; Diego Avelino de Moraes Carvalho (UFG): Sobre a importância do legado de Hannah Arendt para os debates historiográficos contemporâneos (ou do como “escovar a história a contra-pêlo”); Marcello Cavalcanti Barra (UNB): O conceito de massas em Hannah Arendt e Walter Benjamin

 

15:00-15:15 – Intervalo

 

15:15-16:45 Wander Arantes de Paiva Segundo (UFG): A desobediência civil no atual cenário político sob a perspectiva do pensamento de Hannah Arendt; Nádia Junqueira Ribeiro (UFG): Constituição e Desobediência Civil – entre a estabilidade e a novidade da ação política; Mariana de Mattos Rubiano (USP): Contestação e resistência em tempos sombrios

 

16:45-17:00 – Intervalo

 

17:00-18:30 – Lucas Barreto Dias (UFMG/Unicatólica): Os fragmentos da ruptura entre passado e futuro: sobre o método arqueológico de Arendt; Daiane Eccel (UFSC) O ocaso da tradição e as possibilidades de uma refundação; Igor Vinícius Basílio Nunes (Unicamp): O professor da garota trácia: a disputa por uma anedota

 

18:30-19:00 – Intervalo

 

19:00-20:30 – Adriano Correia (UFG): Ação, subjetivação e mentalidade alargada: da dignidade da política; Bethania Assy (UERJ/PUC-RJ): Subjetivação e ontologia da ação política: uma curva fora do ponto no debate universalismo versus multiculturalismo

 

20:30-20:45 Lançamento do livro Ética, responsabilidade e juízo em Hannah Arendt (Bethania Assy)

 

 

 

Dia 16/06 - (SALÃO NOBRE DA FAC. DE DIREITO – CAMPUS I – PÇ. UNIVERSITÁRIA)

 

09:30-12:00 – Exibição do filme Iphigenia (Dir.  Mihalis Kakogiannis, 1977) e debate com Konstantinos P. Nikoloutsos (Saint Joseph's University/EUA)

 

12:00-13:30 – Almoço

 


Dia 16/06 (AUDITÓRIO DA FAC. DE EDUCAÇÃO – CAMPUS I – PÇ. UNIVERSITÁRIA)
13:30-15:00 – Geraldo Adriano Emery Pereira (UFV/UFMG): Tudo é possível? Verdade e limite na teoria da ação de Hannah Arendt; Klelton Mamed de Farias (UFPA/Cesupa): Verdade e política; Kathlen Luana de Oliveira (IFRS): Fiat iustitia, ne pereat mundus: sobre memória e verdade em Arendt

 

15:00-15:15 – Intervalo

 

15:15-16:45 – Ana Carolina Turquino Turatto (UEL): Os refugiados: considerações arendtianas e a atual experiência; Ricardo George de Araújo Silva (UVA): A ideia de pertencimento de mundo e a questão dos refugiados em Arendt; Eduardo Jose Bordignon Benedetti (UFPEL): O uso político da “mentalidade alargada” em Arendt: notas acerca dos movimentos migratórios da atualidade

 

16:45-17:00 – Intervalo

 

17:00-18:30 – Thiago Dias da Silva (USP) Sobre o significado da fala pública no Retrato calado de Luiz Roberto Salinas Fortes; Carmelita Brito de Freitas Felício (UFG): Notas sobre a condição judaica: para compreender o pertencimento de Hannah Arendt ao judaísmo como um problema político; Odilio Aguiar (UFC): Sobre “Nós, refugiados” de Hannah Arendt

 

18:30-19:00 – Intervalo

 

19:00-20:30 – Edson Teles (UNIFESP) e Jean Wyllys (Dep. PSOL/RJ): A democracia no Brasil

 

20:30-20:45 – Lançamento do livro Democracia e estado de exceção: transição e memória política no Brasil e na África do Sul (Edson Teles)

 

 

 

Dia 17/06 (CINE UFG/CAMPUS II - SAMAMBAIA)

 

10:00-12:00 – Pedro Lucas Dulci (UFG): Da ideologia à idolatria: a profanação como método em Giorgio Agamben; Adriana Delbó (UFG): Sobre a ação: reflexões a partir de Nietzsche; Iarle Ferreira (IFG): Ação política na contemporaneidade: reflexões a partir da técnica moderna; João Lourenço Borges Neto (UFG): Não há nada de natural na natureza

 

12:00-13:30 – Almoço

 

13:30-15:00 – Alfons Carles Salellas Bosch (UFRGS): Amizade e filosofia em Hannah Arendt; Willian Bento Barbosa (UFG): Pensar a política em tempos sombrios: a dimensão política da amizade; José dos Santos Filho (UFG): A era moderna e a alienação da política ou sobre “o fardo de nosso tempo”

 

15:00-15:15 – Intervalo

 

15:15-16:45 – Priscilla Normando (UnB): Internet entre o totalitário e o democrático? Uma leitura a partir da obra de Hannah Arendt; Aline Soares Lopes (PUC-PR): As similaridades da crise política atual com as origens do totalitarismo: uma reflexão atual; Anelise Gonçalves Lauz (UFPEL): Sociedade e cultura: sua importância política na “Era da Informação”, a partir do referencial teórico arendtiano

 

16:45-17:00 – Intervalo

 

17:00-18:30 – Rosângela Almeida Chaves (UFG): Revolução, poder e liberdade: confluências entre Arendt e Tocqueville; Shênia Souza Giarola (UFMG): Trabalho e necessidade: o triunfo do animal laborans e a perda da liberdade segundo Hannah Arendt; Samarone Oliveira (UFG): A questão da liberdade no pensamento de Hannah Arendt

 

18:30-19:00 – Intervalo

 

19:00-20:30 – Sônia Maria Schio (UFPEL): Hannah Arendt: dignidade humana e política; Maria Cristina Müller (UEL): A possibilidade de novos começos: uma homenagem a Claudio Boeira Garcia; Helena Esser dos Reis (UFG): Revolução Francesa: malogro da democracia? Discussões a partir de Tocqueville e Arendt

 

20:30-20:45 – Intervalo


20:45 – Encerramento: Claudio Boeira Garcia (Unijuí).


Auditório Fac. de Educação/Salão Nobre Fac. Direito/Cine UFG

Grupo de Estudos Pensamento Político Contemporâneo
Adriano Correia
INSCRIÇÕES


A inscrição para participação no colóquio como ouvinte, com direito a certificado, poderá ser feita por e-mail
 até o dia 09 de junho de 2016. Para efetuá-la basta preencher a ficha que está disponível na página do evento e enviá-la para o endereço:

 

O pagamento da taxa de inscrição será efetuado presencialmente no início do colóquio. As inscrições serão limitadas a 200 pessoas e terão prioridade as que se inscreverem antes por e-mail. As taxas para os ouvintes são as seguintes:

 

 

 

- Alunos da Faculdade de Filosofia da UFG (graduação e pós-graduação): isentos.

 

- Alunos de outros cursos e instituições: R$ 20,00

- Profissionais e público em geral: R$ 30,00


Programa de pós-graduação em Filosofia da UFG

CAPES

FAPEG


FaLang translation system by Faboba