PATOLOGIAS DA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA
VI JORNADA INTERDISCIPLINAR DE FILOSOFIA - JINTERFIL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA

JINTERFIL originou-se em Grajaú idealizada pelo prof. Ubiratane de Morais Rodrigues, que ao diagnosticar algumas dificuldades com e no trabalho da disciplina de filosofia nas escolas do município ocasionadas, entre outras coisas, pela distância que a filosofia permaneceu por muito tempo da escola, resolveu e produziu um projeto de extensão intitulado “Barricadas filosóficas”, que foi desenvolvido no ano de 2013 no campus da UFMA de Grajaú. O objetivo principal do seu projeto era provocar uma aproximação entre professores e alunos no exercício da filosofia nas escolas. Para concluir as ações deste projeto foi realizado o evento denominado Jornada Interdisciplinar de Filosofia (foi a I JINTERFIL), nos dias 1 e 2 de agosto de 2013, no referido município maranhense. O tema central do evento foi “Os desafios contemporâneos do ensino de Filosofia”.

Nos dias 26, 27 e 28 de novembro de 2014, aconteceu no Campus V da UFMA, na cidade de Pinheiro, a II JINTERFIL com o apoio financeiro da FAPEMA. O tema do evento foi “Diálogos filosóficos: a interdisciplinaridade da filosofia com outras áreas de conhecimento” e contou com 400 (quatrocentos) inscritos entre participantes (expositores de trabalhos) e ouvintes, foram apresentados 63 (sessenta e três) trabalhos sendo 60 comunicações orais e 3 banners, 2 conferências, 3 mesas-redondas e 4 minicursos.

No ano de 2015 a III JINTERFIL ocorreu no Campus III da UFMA em Bacabal nos dias 9, 10 e 11 de dezembro de 2015, com o tema “Filosofia nas escolas: o diálogo interdisciplinar entre filosofia e as ciências humanas”, também obteve apoio da FAPEMA para o seu efetivo sucesso.

 

Em 2016, a IV JINTERFIL ocorreu no Campus da UFMA em São Bernardo nos dias 14, 15 e 16 de dezembro de 2016, permitindo com isso consolidar o objetivo deste evento que tem como meta mobilizar, produzir e realizar intercâmbio entre pesquisadores e estudantes do Maranhão, do Brasil e do mundo, que discutem a relação da filosofia com a arte e a cultura.

 

Em 2017 a V JINTERFIL foi realizada no campus da UFMA na cidade de Codó no Maranhão. O tema foi Ética e PolíticaGênero, Raça e Diversidade Cultural, esta quinta edição consolida o movimento interdisciplinar entre os câmpus da UFMA, primando por um grande debate sobre a relação fundamental entre Filosofia, Política, Ética, Epistemologia, Arte e Cultura, proporcionando o diálogo profícuo com os demais campos das ciências e com as diversas expressões artísticas do estado.

 

Nesse ano (2018), a VI JINTERFIL tem como tema Patologias da Sociedade Contemporânea e por objetivos: 

· GERAL:

Fomentar estratégias para aperfeiçoar a interface entre o(s) saber(es) filosófico(s) e as demais ciências humanas assim como partilhar os sinais patológicos de nossa sociedade no intuito de articular possibilidades para "tomadas de decisão" perante o nosso cenário sóciopolítico.

 

· ESPECÍFICOS:

-  Caracterizar a Universidade Federal do Maranhão, de forma regular, e mais especificamente, a área da Filosofia, no interior das Ciências Humanas, como um espaço social, político e educacional tomando em consideração a perspectiva interdisciplinar do "fazer" e do "como fazer";

·  Possibilitar a interação de graduandos e pós-graduandos, de pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa maranhenses, bem como pesquisadores de outros Estados do Brasil e de outros países;

PÚBLICO ALVO

Professores, graduados e graduandos de Filosofia bem como das demais áreas das artes e humanidades.


11 Dez 2018 > Ocorrido há 4 dias
11 Dez 2018 - 14 Dez 2018
17 Out 2018 - 16 Nov 2018
17 Out 2018 - 16 Nov 2018

TERÇA 11/12

08:00 - 18:00
Inscrições/credenciamento
Credenciamento · UFMA/Campus Centro
 
19:30 - 20:00
MESA DE TRABALHO: abertura da VI JINTERFIL
Abertura · UFMA/Campus Centro
 
20:00 - 21:30
Painel de pesquisa: discentes da pós-graduação em Filosofia das Ciências Humanas
Painel · UFMA/Campus Centro
 

QUARTA 12/12

08:30 - 11:30
MINICURSO 1 - Hume: ceticismo epistêmico e ética normativa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 2 - Introdução à leitura dos Ensaios sobre os dados imediatos da consciência de Henri Bergson
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 3 - Movimentos sociais e intervenção democrática
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 4 - A arte de aprender matemática com o uso das tecnologias digitais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 5 - BNCC: formação ética, resistência filosófica e o ensino de práticas corporais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 6 - Medicalização da população e normalização da vida comum
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 7 - (Des) Identidades brasileiras: luzes e sombras (des)coloniais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 8 - Biopolítica e necropolítica: diálogos insurgentes entre Michel Foucault e Achille Mbembe
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 9 - Memória, História e Biografia: novos caminhos de pesquisa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
WORKSHOP SOBRE ENSINO DE FILOSOFIA
Workshop · UFMA/Campus Centro
 
15:30 - 17:30
COMUNICAÇÕES (participantes)
Apresentação Oral · UFMA/Campus Centro
 
19:30 - 21:30
MESA-REDONDA 1 - A PRODUÇÃO DA SUBJETIVIDADE NA FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA
Mesa-redonda · UFMA/Campus Centro
 

QUINTA 13/12

08:30 - 11:30
MINICURSO 1 - Hume: ceticismo epistêmico e ética normativa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 2 - Introdução à leitura dos Ensaios sobre os dados imediatos da consciência de Henri Bergson
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 3 - Movimentos sociais e intervenção democrática
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 4 - A arte de aprender matemática com o uso das tecnologias digitais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 5 - BNCC: formação ética, resistência filosófica e o ensino de práticas corporais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 6 - Medicalização da população e normalização da vida comum
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 7 - (Des) Identidades brasileiras: luzes e sombras (des)coloniais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 8 - Biopolítica e necropolítica: diálogos insurgentes entre Michel Foucault e Achille Mbembe
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 9 - Memória, História e Biografia: novos caminhos de pesquisa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
WORKSHOP SOBRE ENSINO DE FILOSOFIA
Workshop · UFMA/Campus Centro
 
15:30 - 17:30
COMUNICAÇÕES (participantes)
Apresentação Oral · UFMA/Campus Centro
 
19:00 - 20:25
MESA-REDONDA 2 - 200 ANOS COM E CONTRA MARX: SÍNTESE, RECONSTRUÇÃO OU CONTINUIDADE?
Mesa-redonda · UFMA/Campus Centro
 
20:35 - 21:30
CONFERÊNCIA 2 - São Paulo: Direito como potência
Conferência · UFMA/Campus Centro
 

SEXTA 14/12

08:30 - 11:30
MINICURSO 1 - Hume: ceticismo epistêmico e ética normativa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 2 - Introdução à leitura dos Ensaios sobre os dados imediatos da consciência de Henri Bergson
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 3 - Movimentos sociais e intervenção democrática
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 18:30
MINICURSO 4 - A arte de aprender matemática com o uso das tecnologias digitais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 5 - BNCC: formação ética, resistência filosófica e o ensino de práticas corporais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 6 - Medicalização da população e normalização da vida comum
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 7 - (Des) Identidades brasileiras: luzes e sombras (des)coloniais
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 8 - Biopolítica e necropolítica: diálogos insurgentes entre Michel Foucault e Achille Mbembe
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
MINICURSO 9 - Memória, História e Biografia: novos caminhos de pesquisa
Minicurso · UFMA/Campus Centro
 
08:30 - 11:30
WORKSHOP SOBRE ENSINO DE FILOSOFIA
Workshop · UFMA/Campus Centro
 
15:30 - 17:30
COMUNICAÇÕES (participantes)
Apresentação Oral · UFMA/Campus Centro
 
19:00 - 20:25
MESA REDONDA 3 - KIERKEGAARD E NIETZSCHE: INDIVÍDUO E SOCIEDADE NA TRANSIÇÃO DE MODELOS POLÍTICO-CULTURAIS
Mesa-redonda · UFMA/Campus Centro
 
20:30 - 22:00
Conferência de encerramento: Indignação, análise de época e crítica: o agir ético em busca de fundamentação normativa

IMPERATRIZ - MARANHÃO

Could not open URL
FRANCISCO VALE LIMA

1. Título (em português), em negrito, centralizado, com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas, sem recuo;

2. Nome(s) do (a,as) autor (es, as), observando o limite máximo de TRÊS AUTORES (AS), alinhado à esquerda, com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas, sem recuo, com nota de rodapé que conterá o grau do curso em andamento (graduando/mestrando/doutorando) ou a atual titulação, instituição acadêmica (e bolsa/órgão financiador, se for o caso), endereço eletrônico para contato;

3. Resumo: justificado, com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento entre linhas simples, sem recuo, contendo abaixo até 3 palavras-chave. O resumo deve contar entre 200 a 500 palavras, com título, nome(s) dos (as) autores (as).

4. Título em inglês, abstract e keywords (TODOS SÃO opcionais), de acordo com regras “1” e “3”;

5. Corpo do texto, em geral, justificado, com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas, sem recuo, com no mínimo 3 e no máximo 10 páginas, sem contar as páginas de “Referências”;

6. Citação com 4 linhas ou mais, justificada, com fonte Times New Roman, tamanho 10, sem aspas, com recuo 4 cm à esquerda, espaçamento entre linhas simples, espaçamento de 18pt antes e depois;

7. Notas de rodapé, apenas para fins explicativos, justificadas, com fonte Times New Roman, tamanho 10, espaçamento entre linhas simples;

8. Citações, segundo o sistema autor-data, no corpo do texto, entre parênteses, contendo: (a) sobrenome do autor em letras maiúsculas, (b) ano e, (c) se for o caso, número da página. É facultado o uso concomitante do ano original da publicação, entre colchetes, após o ano de publicação da referência utilizada.

Ex.: "Ser, puro ser, sem nenhuma determinação ulterior. Em sua imediatidade indeterminada, ele é igual a si mesmo e também não desigual frente a outro" (HEGEL, 2016 [1816], p. 85).

Não deverão ser utilizadas expressões latinas (idem, ibidem, opere citato), nem suas versões abreviadas (id., ibid., op. cit.) para indicar nova ocorrência de citação já feita.

Nos casos de obras cuja referência abreviada seja consagrada pela tradição (por exemplo, 'KrV' para Crítica da Razão Pura, de Kant, ou 'Rph' para Elementos da Filosofia do Direito, de Hegel), tal uso será facultado;

9. Referências (ABNT 6023), após o texto, em nova página, devendo conter informações de todas as citações feitas no corpo do texto, segundo os modelos abaixo. Deverá ser usado itálico em vez de negrito como grifo.

a) Livro: SOBRENOME, demais nomes abreviados. Título da obra (em itálico): subtítulo. Nome do tradutor (se houver). Edição. Cidade: Editora, ano de publicação, p. (página(s) de início-fim da citação).

Ex: OLIVEIRA, M. A. de. Reviravolta linguístico-pragmática na filosofia contemporânea. 2.ed. São Paulo: Loyola, 2001, p.119.

b) Seção de livro: SOBRENOME, demais nomes abreviados. Título do capítulo. In: SOBRENOME, demais nomes abreviados (Org. ou Ed.). Título da obra (em Itálico): subtítulo. Nome do tradutor se houver. Edição. Cidade: Editora, ano de publicação, páginas que o artigo ocupa na obra.

Ex: TUGENDHAT, E. Antropologia como filosofia primeira. In: OLIVEIRA, N. de; SOUZA, D. G. de. Hermenêutica e filosofia primeira. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006, p. 77-94.

c) Artigo ou recensão em periódicos: SOBRENOME, demais nomes abreviados. Título do artigo ou recensão. Nome do tradutor, se houver. Título do periódico (em itálico), cidade, volume, número, páginas que o artigo ocupa no periódico, ano da publicação.

Ex: OLIVEIRA, M. A. de. Teoria do ser primordial como tarefa suprema de uma filosofia sistemático-estrutural. In: Síntese: Revista de Filosofia, Belo Horizonte, vol. 39, n. 123, p. 53-79, jan./abr. 2012.

Para artigo ou recensão em periódico eletrônico, incluir, após os dados acima, a expressão "Disponível em: < >", com o endereço eletrônico (URL) entre os sinais de maior e menor que; em seguida, a data de acesso.

Ex: STEIN, E. Da analítica da linguagem à antropologia filosófica. In: Revista Filosofazer, Passo Fundo, v.17, n.33, p. 11-17, jul./dez. 2008. Disponível em: <http://www.ifibe.edu.br>. Acesso em: 4 de abril de 2011.

d) Havendo mais de uma referência por autor, estas devem seguir a ordem alfabética do título dos textos. Além disso, no caso de mais de uma obra por ano, estas devem ser diferenciadas por letras no final do ano.

PARA PERIÓDICOS:

LUBENOW, Jorge Adriano. O que há de político na Teoria da Ação Comunicativa? Sobre o déficit de institucionalização em Jürgen Habermas. Philósophos, Goiânia, v.18, n.1, p.157 – 190, 2013a.

_______. Hauke Brunkhorst e o conceito de solidariedade democrática como crítica à esfera pública pós-nacional de Jürgen Habermas. Veritas, Porto Alegre, v. 58, n. 1, p.118 – 130, 2013b.
 

OBSERVAÇÕES:

As letras após o ano (ex: 2013b) são para diferenciar quando o mesmo autor tem duas publicações no mesmo ano;

A sublinha (com sete espaços) significa um título (livro, revista etc.) feita pelo mesmo autor (anterior)


PARA LIVROS:

FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. 32. ed. São Paulo: Editora Nacional, 2005. 253p.

JAEGGI, Rahel. Kritik von Lebensformen. 2.ed. Berlin: Suhrkamp Verlag, 2014a. 451p.



FaLang translation system by Faboba