Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea v. 7 n. 3 (2019)

revista de filosofia

v. 7 n. 3 (2019): Dossiê “A Ideia de Universidade Pública e os Desafios Atuais da Formação em Filosofia”

Em tempos de redefinição do lugar social da formação superior, não surpreende que a filosofia seja, talvez, a disciplina mais exposta a dúvidas quanto a sua legitimidade epistemológica e pedagógica. De fato, se a inquietude da autorreflexão é, desde sempre, uma característica de toda ciência humana, a filosofia sem dúvida se destaca pela radical incerteza ou pluralidade de interpretações que paira sobre seu estatuto, método, objeto, sua relação com a história, e sobre sua própria existência enquanto esfera específica do conhecimento. Apenas “normal”, portanto, que ela tenha sido alçada de repente ao centro do debate.


As perguntas não são novas. Tampouco são um marco invariante, independente de transformações históricas e sociais. De fato, podemos encontrar problemas análogos – ou “afinidades arquitetônicas” – certamente em debates filosóficos que se pode colher no apogeu do florescimento universitário de língua árabe dos séculos IX, X, XI, ou também em sua recepção escolástico-cristã ao longo dos séculos seguintes, quando, e não por acidente, assentava raízes o próprio sistema universitário católico-europeu. Mas, desde o Iluminismo em particular, à medida que o sistema da formação universitária se fixava cada vez mais em uma justaposição de saberes setoriais, opunha-se à ideia clássica da philosophia perennis – ciência atemporal de objetos atemporais – a concepção de um certo “ponto de vista do todo”, desprovido de um objeto próprio, mas porta-voz da destinação humana e socialmente emancipatória da cultura. Com isso, a história – tanto sua própria história quanto a contingência histórica e seu potencial a cada vez irrealizado – entrou na filosofia como questão de método. Os dilemas da filosofia, seus objetos teóricos, encontraram, assim, sua contraparte real-efetiva, e se fizeram, com ou sem o expresso propósito ou consciência de causa, “traduções” a partir do, e em direção ao, mundo das instituições sociais.

DOI: https://doi.org/10.26512/rfmc.v7i3


Temos a satisfação de informar que a Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea acaba de publicar seu último número, disponível em  http://periodicos.unb.br/index.php/fmc/.

Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e outros itens de seu interesse.


v. 7, n. 3 (2019): Dossiê "A Ideia de Universidade Pública e os Desafios Atuais da Formação em Filosofia" – organizado pelos Profs. Drs. Fabio Mascarenhas Nolasco e Giovanni Zanotti

Sumário
http://periodicos.unb.br/index.php/fmc/issue/current

--------
Páginas Iniciais (01-06)
--------
Editorial (07-20)


Dossiê
--------
História e Estrutura: Considerações sobre o Fazer Filosófico a partir de Alguns Modernos (21-45)

Cristiano Novaes de Rezende

A Universidade e o Pensamento Autoritário (47-70)

Homero Santiago

O Currículo como Forma (71-83)

Silvio Carneiro

Filosofia Problematizante: A Versão Bergson-Deleuziana (85-104)

Paulo César Rodrigues

Pequeno Manual da Máquina Educacional Moderna: Acompanhado de um Excurso sobre a Situação Atual da Mesma (105-124)

Gabriel Valladão Silva

Crise, Universidade e Humanidades em Perspectiva: Apontamentos sobre Condições e Limites da Formação em Filosofia (125-139)

Gilberto Tedeia

Apontamentos sobre Tradutibilidade, Pedagogia e Hegemonia nos Cadernos de A. Gramsci (141-182)

Rocco Lacorte

   

Artigos
--------
Por um Ateísmo Tranquilo: O Racionalismo de François Châtelet no Périclès et Verdi de Gilles Deleuze (183-194)

Marcelo de Sant'Anna Alves Primo

Analiticidade e Sinteticidade: A Forma Judicativa do Conhecimento em Kant (195-224)

Adriano Perin, Danilo Ribeiro Medeiros, Gabriel Dutra Henrique

Passagem e Progresso na Antropologia de Kant (225-242)

Antonio Djalma Braga Junior

Criatividade e Grafos Existenciais em C. S. Peirce (243-265)

José Renato Salatiel

Modernidade, Transmodernidade e Eurocentrismo: Mutações Conceituais (267-289)

Sulivan Ferreira de Souza, Ivanilde Apoluceno de Oliveira

Metodologia das Explicações Adaptacionistas (291-333)

Edson Claudio Mesquita

 

Resenhas
--------
"Nietzsche: Filosofo della Libertà" de Laura Langone (335-338)

Marcio Gimenes de Paula

"Filosofar: Da Curiosidade Comum ao Raciocínio Lógico" de Timothy Williamson (339-341)

Gionatan Carlos Pacheco
 

Traduções
--------
"A Mãe de Todas as Reformas" de Lucio Magri (343-369)

Giovanni Zanotti; Francisco López Toledo Corrêa

"Ensaios relativos ao Filantrópico" de Immanuel Kant (371-380)

Alexandre Hahn         

 

FaLang translation system by Faboba