05/11/2021

FILARCH 2021 - Filosofia e Arquitectura

Porto, Portugal

FILARCH 2021

PHILOSOPHY AND ARCHITECTURE

FILOSOFIA E ARQUITECTURA

 

VISÕES

VISIONS

 

 

 

 

5 - 6 NOVEMBER

2021

PORTO, PORTUGAL

 

Fundação Instituto Marques da Silva

https://fims.up.pt/index.php

 

Vision, possibility, virtuality

 

One of the greatest beauties of Architecture is its work with what does not exist, with what is not yet seen, with what is not there. As in sculpture, the lines of this work draw precisely that effort to show, to unveil the thought, and its images, in the eyes of the other. The sharing of a vision is a stripping of the act of creation, an exhibition, an interior that becomes exterior. A movement of the sketch, in the notepad, in the plan, to the realized. As a crime, and perhaps more than in any other art, architecture allows you to collect all the crumbs and find the thread from the headspring to the mouth. This movement is far from easy, although it can be simple, and the work of understanding and describing it is vast and multiple. What holds us here and constitutes the proposal of FILARCH 2021 symposium is the challenge of showing what a vision consists of, a possibility that rises in reality as a shadow of the imagination over things. Baudelaire warns us about this fight, between night and day, and in the gap, he encounters the phantasmagoria where “an artist (…) is then as if assaulted by a mob of details, all claiming justice with the same fury. of a crowd eager for absolute equality ”, all asking for salvation from the dark abyss of oblivion. In the dilemma betweeen the fixation and the shapless, in this interlude of creation, loving the freedom and the anticipated melancholy of the crystallized, of which will never come to show its total strength and all its affluents, the vision of a work is a prisoner of the future, of the futures, without a redeeming gesture that saves it from the long and arduous path from potency to act. If Aristotle saw this with the utmost clarity regarding the potentiality, the possibility is played today in the virtuality of an infinite fold. If, from a technical and execution point of view, the management of the project is today at the mercy of the beacons of technology and information technology that subjugate the art to the performer, it may be necessary to re-consider the vision as a free horizon, in its entirety problematic while rooted in a projection-vision movement, of an idea that is drawn more than a postcard that can be seen in a certain light. Under the rule of imagination, focusing on the visions of possibility entail an understanding of Architecture as art, an art more than a technique. Vision, transformation and transfiguration as a mirror of the free play of the faculties that Kant immortalized.

Thus, the symposium FILARCH 2021, focused on the relation between Philosophy and Architecture, also aims to open the field of reflection to different areas of knowledge, intending to provide the opportunity to think freely.

FILARCH 2021 provides a open academic setting where Philosophy and Architecture will certainly provide a rich horizon for reflections from both fields of study or others with specific relevance. In order to establish a transdisciplinary dialogue, with contributions from the entire spectrum of academic knowledge, the submission of proposals, on the following topics are particularly encouraged:

1. Architecture, Aesthetics and Politics

2. Utopia and thinking about the future

3. Architecture, technology and virtual reality

4. Technique, Design and Art

5. Image, symbol, imaginary, imagination

6. Visions of the undone

7. Concepts of possibility, virtuality, fictionality

8. Authors: architects and philosophers

9. Specific cases (realized or not)

10. Historical paradigms

 

 

 

 

Abstracts should be sent to this email address constantinomar@gmail.com. They must not exceed 500 words with a small biographical note, and may be submitted in Portuguese or English. Presentations will be 20 minutes in Portuguese or English. Conference proceedings will be published in e-book format only in English. Participation and attendance is free.

 

 

IMPORTANT DATES:

Submission: until 15th September 2021

Notification of the decision: 25th September 2021

 

 

Visão, possibilidade, virtualidade

 

Uma das maiores belezas da Arquitectura é o seu trabalho com o que não existe, com o que não se vê ainda, com o que não está lá. Tal como na escultura, as linhas desse trabalho desenham precisamente esse esforço de dar-a-ver, de desvelamento do pensamento, e das suas imagens, ao olhar do outro. A partilha de uma visão é um desnudamento do acto de criação, uma exposição, um interior que se torna exterior. Um movimento do esboço, no bloco de notas, na planta, ao realizado. Como um crime, e talvez mais do que em qualquer outra arte, a arquitetura permite recolher todas as migalhas e reencontrar o fio desde a nascente à foz. E esse movimento está longe de ser fácil, embora possa ser simples, e o trabalho da sua compreensão e descrição é vasto e múltiplo. O que aqui nos prende e constitui a proposta do FILARCH 2021 é o desafio de mostrar em que consiste uma visão, uma possibilidade que se ergue no real como uma sombra da imaginação sobre as coisas. Baudelaire avisa-nos para essa luta, entre a noite e o dia, e no intervalo o embate com a fantasmagoria onde “um artista (…) encontra -se então como que assaltado por uma turba de detalhes, todos reclamando justiça com a mesma fúria de uma multidão ávida por igualdade absoluta”, todos pedindo salvação do abismo escuro do esquecimento. No dilema da fixação e da liberdade do informe, nesse intervalo da criação amar a liberdade e a melancolia antecipada do cristalizado, do que nunca chegará a mostrar a sua força total e todos os seus afluentes, a visão de uma obra debate-se prisioneira do futuro, dos futuros, sem gesto redentor que a salve do longo e árduo caminho da potência ao acto. Se Aristóteles viu isto com a máxima clareza da potencialidade, a possibilidade joga-se hoje na virtualidade de uma dobra infinita. Se do ponto de vista técnico, e de execução, o gesto do projecto se encontra hoje à mercê das balizas da tecnologia e da informática que subjugam a arte ao executante, talvez seja necessário re-considerar a visão como horizonte livre, na sua totalidade problemática enquanto radicante num movimento de projecção-visão, de uma ideia que se desenha mais do que um postal que se dá a ver sob determinada luz.

Sob o reinado da imaginação, as visões da possibilidade entroncam uma compreensão da Arquitetura como arte, uma arte mais do que técnica. Visão, transformação e transfiguração como espelho do jogo livre das faculdades que Kant imortalizou.

Assim, o simpósio FILARCH 2021, focado na relação entre Filosofia e Arquitetura, visa também abrir o campo de reflexão a diferentes áreas do conhecimento, pretendendo proporcionar a oportunidade de pensar livremente. FILARCH 2021 oferece um ambiente académico aberto onde Filosofia e Arquitetura certamente proporcionarão um rico horizonte para reflexões de ambos os campos de estudo ou outros com relevância específica. A fim de estabelecer um diálogo transdisciplinar, com contribuições de todo o espectro do conhecimento académico, é especialmente incentivada a apresentação de propostas, nos seguintes temas:

 

1. Arquitetura, Estética e Política

2. Utopia e pensar o futuro

3. Arquitetura, tecnologia e realidade virtual

4. Técnica, Design e Arte

5. Imagem, símbolo, imaginário, imaginação

6. Visões do por fazer

7. Conceitos de possibilidade, virtualidade, ficcionalidade e afins

8. Autores: arquitectos e filósofos

9. Casos específicos (realizados ou não)

10. Paradigmas históricos

 

 

 

Os resumos devem ser enviados para o endereço de email constantinomar@gmail.com . Não devem ultrapassar 500 palavras com pequena nota biográfica, podendo ser submetidos em português ou inglês. As apresentações terão duração de 20 minutos em português ou inglês. Os textos da conferência serão publicados em formato de e-book em Português e Inglês. A participação e presença são abertas e gratuitas.

 

 

 

DATAS IMPORTANTES:

Submissão: até 15 de Setembro de 2021

Notificação da decisão: 25 de Setembro de 2021

 

Keynote speakers:

Diogo Ferrer, Universidade de Coimbra

 

Scientific Commitee:

Artur Rozestraten 

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/38661


 

Rita Velloso 

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/506582


 

Dirk Michael Hennrich

dh@letras.ulisboa.pt

 

Aurosa Alison

Politecnico di Milano / University of Naples "Federico II"

https://aurosaalison.academia.edu/

 

Organization:

Constantino Pereira Martins

FCSH-NOVA University of Lisbon / Instituto Estudos Filosóficos - University of Coimbra

http://www.uc.pt/fluc/uidief/members/CPM

constantinomar@gmail.com

 

Eduardo Queiroga

Arquitecto

Paulo Reyes 

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/89897

www.ufrgs.br/poiese

 

HOST:

Fundação Instituto Marques da Silva

https://fims.up.pt/index.php

Parceiros / Partnerships:

Ordem dos Arquitectos – Secção Regional Norte

https://www.oasrn.org/home.php

 

POIESE [laboratório de política e estética urbanas] 

www.ufrgs.br/poiese

FILARCH 2021

PHILOSOPHY AND ARCHITECTURE

FILOSOFIA E ARQUITECTURA

 

VISÕES

VISIONS

 

 

SYMPOSIUM

Português / English

November 5 - 6 , 2021

 

Porto, Portugal

 

Fundação Instituto Marques da Silva

 

https://fims.up.pt/index.php

 

Link: ainda sem link disponvel / em construo