09/02/2021

A VELHA XERETA: NA FRONTEIRA ENTRE FILOSOFIA E CIÊNCIA

São Paulo: Editora Intermeios.

Buscar uma perspectiva insólita sobre a história da filosofia  e lançar uma nova luz sobre alguns problemas filosóficos tradicionais é a tarefa que se propõe o autor deste livro. Ele nos lembra, em algumas passagens, um conto do escritor argentino Jorge Luis Borges no qual ele narra as aventuras de um tal de Pierre Ménard que, ao tentar comentar o Dom Quixote de Miguel de Cervantes, trezentos anos após sua publicação, acabou reescrevendo-o. Adotar uma perspectiva  retrospectiva em relação a uma obra filosófica ou literária parece ser um exercício inevitável, que se sobrepõe às tentativas de reconstruí-la privilegiando as lentes do passado no qual ela foi criada. O passado está fechado a qualquer interpretação definitiva. O valor de uma filosofia, disse-nos Merleau-Ponty, está na sua ambiguidade, seu compromisso com o ponto de vista do século no qual ela é lida. O filósofo João de Fernandes Teixeira rediscute as relações entre cosmologia e filosofia para, em seguida, debruçar- se sobre o problema mente-corpo em Descartes, a teoria do riso em Bergson, a teoria da linguagem em Wittgenstein e, finalmente retorna ao problema mente- corpo em Freud. Sempre com uma prosa leve.

https://www.intermeioscultural.com.br/avelhaxeretanafronteiraentre