O ABERTO: O HOMEM E O ANIMAL DE GIORGIO AGAMBEN ? UMA TENTATIVA HIPERTEXTUAL

Pensando - Revista de Filosofia, Vol.4, n.8, 2013 • Pensando - Revista de Filosofia

Autor: Cléber Ranieri Ribas de Almeida

Resumo:

O artigo se propõe elaborar uma exegese do livro O Aberto: o Homem e o Animal, de Giorgio Agamben, de maneira a expor o argumento central da obra bem como situar o autor na Filosofia Política contemporânea. Para Agamben, o aberto não se situa unicamente numa analítica fenomenológico-existencial do ser: politicamente, o lugar privilegiado de movimentação desse conceito situa-se especificamente na biofilosofia dos graus do orgânico. A definição desses graus torna-se cada vez mais imprecisa à medida em que se propõe distinguir o limite entre o que é o animal e o que é o humano. A inovação de Agamben na abordagem dessa questão, portanto, está no modo como ele politiza o tema do aberto e o situa numa zona estratégica entre a zoologia e as políticas do homem. A entificação do tema, o aberto, não é para o autor um índice de conspurcação cientificista; é, antes, um índice de incessante politização, isto é, realocação conceitual, modulação disciplinar e institucionalização jurídica. Agamben não quer apenas uma ciência da política, mas também uma política da ciência, entendendo a ciência como lugar soberano de mobilização, manipulação e controle dos corpos. Numa palavra, a ciência, especificamente, a biofilosofia e as ciências do homem, são legisladoras da decisão pública acerca do que é homem. E quem decide o que é o homem, decide ex ante, qual política e qual moral deve dispor sobre a ordem pública.

ISSN: 2178-843X

DOI: https://doi.org/10.26694/pensando.v4i8.1418

Texto Completo: https://revistas.ufpi.br/index.php/pensando/article/view/1418/1411

Palavras-Chave: Agamben, ciência, política, biofilosofia, homem

Pensando - Revista de Filosofia

A revista objetiva ser um espaço editorial de rigorosa discussão filosófica aberto à participação de pesquisadores das mais diferentes regiões do país e do mundo, sem qualquer restrição de ordem temática e teórica, em nível de pós-graduação stricto sensu (doutorado).

La revista pretende ser un espacio editorial de discusión filosófica rigurosa abierta a la participación de investigadores de las regiones más diferentes del país y del mundo, sin ninguna restricción de orden temático y teórico, a nivel de postgrado stricto sensu (doctorado).

This journal claims to be a publishing space of rigorous philosophical debate opened to the collaboration of researchers from worldwide with no restriction of themes and theoretical views, by accepting papers only at the level of graduate studies.

Buscamos ainda disponibilizar a tradução de artigos filosóficos ligados às necessidades da graduação e pós-graduação em filosofia no país, bem como a publicização de filósofos que não são contemplados editorialmente no Brasil.

También buscamos poner a disposición la traducción de artículos filosóficos relacionados con las necesidades de estudiantes de pregrado y posgrado en filosofía en el país, así como la publicación de filósofos que no están cubiertos en Brasil.

The journal also aims to publish Portuguese and Spanish translations of philosophical works related to the needs of philosophy undergraduate and graduate studies in our country, as well as papers of relevant philosophers who were not still published in Brazil.

Queremos também, por fim, ser um espaço para a discussão sobre o ensino de filosofia em seus diferentes graus de ensino, visando sua melhoria através da discussão crítica de alternativas acadêmicas relacionadas ao tema.

Finalmente, también queremos ser un espacio para la discusión sobre la enseñanza de la filosofía en sus diferentes grados de educación, con el objetivo de mejorar a través de la discusión crítica de las alternativas académicas relacionadas con el tema.

The journal claims also to be a place for serious debates concerning teaching philosophy in its several levels, by aiming to improve its practice through the critic discussion of relevant alternatives to the subject.

Publicamos artigos em português, inglês, francês, espanhol e italiano. A publicação e o processo editorial é totalmente gratuito.

Publicamos artículos en portugués, inglés, francés, español e italiano. El proceso de publicación y editorial es completamente gratuito.

We publish papers in Portuguese, English, French, Spanish, and Italian. There is no charges or cost for submission and publication.

Link: https://revistas.ufpi.br/index.php/pensando/index