Histórico da ANPOF

A Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (Anpof) foi fundada em 1983 durante uma reunião sobre pesquisa em Filosofia promovida pelo CNPq, em Brasília. Segundo o Art. 3º de seu Estatuto, seus objetivos eram "promover maior integração dos cursos de pós-graduação em Filosofia; defender os interesses das pós-graduações [desta área] junto aos órgãos competentes [e] estimular, em todos os níveis, a investigação filosófica no País". Seu primeiro presidente e secretário-geral foram, respectivamente, o Prof. Dr. José Arthur Giannotti (USP) e o Prof. Dr. Zeljko Loparic (Unicamp).


A Anpof realiza encontros nacionais de Filosofia a cada dois anos, reunindo os mais expressivos pesquisadores da área no Brasil e alguns do exterior, com a apresentação de conferências, mesas-redondas e comunicações. Até a presente data foram realizados dezoito encontros nacionais, conforme relação a seguir:


I Encontro Nacional de Filosofia – Diamantina, MG, 30 de julho a 03 de agosto de 1984;


II Encontro Nacional de Filosofia – São Paulo, SP – 15 a 19 de setembro de 1986;


III Encontro Nacional de Filosofia – Gramado, RS, 1988;


IV Encontro Nacional de Filosofia – Rio de Janeiro, RJ, 1990;


V Encontro Nacional de Filosofia – Diamantina, MG – 19 a 23 de outubro de 1992;


VI Encontro Nacional de Filosofia – Águas de Lindoia, SP – 05 a 10 de outubro de 1994;


VII Encontro Nacional de Filosofia – Águas de Lindoia, SP – 19 a 24 de outubro de 1996;


VIII Encontro Nacional de Filosofia – Caxambu, MG, 25 a 30 de setembro 1998;


IX Encontro Nacional de Filosofia – Poços de Caldas, MG, 03 a 08 de outubro de 2000;


X Encontro Nacional de Filosofia – São Paulo, SP, 29 de setembro a 03 de outubro de 2002;


XI Encontro Nacional de Filosofia – Salvador, BA, 18 a 22 de outubro de 2004;


XII Encontro Nacional de Filosofia – Salvador, BA, 23 a 27 de outubro de 2006;


XIII Encontro Nacional de Filosofia – Gramado, RS, 6 a 10 de outubro de 2008;


XIV Encontro Nacional de Filosofia – Águas de Lindoia, SP, 4 a 8 de outubro de 2010;


XV Encontro Nacional de Filosofia – Curitiba, PR, 22 a 26 de outubro de 2012;


XVI Encontro Nacional de Filosofia – Campos do Jordão, SP, 27 a 31 de outubro de 2014;


XVII Encontro Nacional de Filosofia – Aracaju, SE, 17 a 21 de outubro de 2016;


XVIII Encontro Nacional de Filosofia – Vitória, ES, 22 a 26 de outubro de 2018;

XIX Encontro Nacional de Filosofia – Goiânia (previsto para o período de 19 a 23 de outubro de 2020, foi adiado para o primeiro semestre de 2021 devido à pandemia da COVID-19).

Ao longo de seus 36 anos de existência, a Anpof cresceu e institucionalizou-se nacionalmente, e isto, sem dúvida, se refletiu em seus últimos encontros, com em torno de 2000 apresentações por encontro.


O crescimento nacional da Anpof indica não só a importância institucional adquirida pelas pós- graduações em Filosofia (há, hoje, 54 programas credenciados pela Capes), mas também a necessidade de uma política que coordene esforços, assegure a troca de informações, promova a visibilidade da produção na área, a comunicação com a sociedade e a defesa da área junto aos órgãos competentes, como o MEC e agências como a CAPES e o CNPq.


Com a intenção de evitar a dispersão dos trabalhos, de romper o isolamento das pesquisas, de promover um maior intercâmbio filosófico e discussões contínuas e sistemáticas entre ospesquisadores, e, finalmente, de permitir que o encontro nacional ofereça os resultados dos trabalhos de maneira que possam ser acompanhados pelo maior número possível de pesquisadores, a Anpof promoveu a criação de Grupos de Trabalho (GTs), cujas atividades, propostas e organizadas por seus membros, passam a desempenhar um papel central na estruturação dos Encontros.


As diversas propostas de GTs encaminhadas à Anpof foram submetidas ao seu conselho científico, tendo sido aprovados, de início, um total de 31 GTs. Este número aumentou consideravelmente desde então, chegando hoje a 72. Ao longo destes últimos anos, cada um dos GTs tem apresentado trabalhos nos encontros nacionais e mantido inúmeras atividades de pesquisa, congressos, seminários e publicações.

Comunicação e Publicações
Os Boletins consolidaram-se na gestão 1996-1998, possuindo um caráter predominantemente informativo (com informes gerais e das coordenações de pós-graduação). Na gestão 1998-2000, o Boletim adquiriu maior importância com a ampliação de seu escopo, abrindo espaço para artigos sobre política acadêmica, resenhas, debates e notícias, tanto da diretoria quanto das pós-graduações. Dessa maneira, a produção e a circulação das informações tornaram-se mais constantes e deram início a um maior intercâmbio entre os pesquisadores, particularmente os estudantes de pós-graduação.


Parte significativa dos trabalhos apresentados vem sendo publicada nas Coleções Anpof, coletâneas de livros que vêm sendo publicadas no ano subsequente a cada encontro desde 2015. Além disto, desde 2016 vem sendo publicada a Coluna Anpof, como um espaço de divulgação e de reflexão da área principalmente sobre temas da atualidade. Nos últimos anos realizamos parcerias com veículos de comunicação de amplo alcance como a revista Estado da Arte (Jornal Estado de São Paulo), o jornal Le Monde Diplomatique Brasil e a Revista Filosofia (atualmente Humanitas), da Editora Escala.


Desde 2018 está em operação o Portal de Periódicos da ANPOF, que reúne a quase totalidade dos periódicos da área de filosofia nacionais e vem promovendo uma maior visibilidade da produção na área e um maior intercâmbio entre os pesquisadores. Além da visibilidade, o Portal tem por finalidade ampliar o conhecimento da própria comunidade sobre a produção nacional na área, o que deverá implicar em uma ampliação do impacto dos textos publicados nos periódicos.


Em 2017 a Anpof organizou em Salvador-BA o encontro de fundação da Rede Iberoamericana de Filosofia. Em 2018 a Anpof filiou-se à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e está em processo de filiação à Federação Internacional das Sociedades Filosóficas (FISP), que deve se concluir entre 2020 e 2021. A Anpof vem atuando constantemente junto às associações da área de humanidades, principalmente por meio do Fórum de Ciências Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras, Linguística e Artes (FCHSSALLA).


Nossos últimos encontros exprimem o crescimento quantitativo e a mudança qualitativa da instituição em termos nacionais e internacionais. Os esforços de diálogo com as agências de financiamento, com as pós-graduações e associações congêneres levaram a Anpof a ocupar uma posição de interlocutora privilegiada nas questões que dizem respeito à política acadêmica da área.

Presidentes da Anpof e seus mandatos

Presidentes da Anpof

Período

José Arthur Giannotti (USP)

1983-1984

Denis Rosenfield (UFRGS)

1984-1986

Valério Rohden (UFRGS)

1986-1988

Olinto Antonio Pegoraro (UERJ)

1988-1990

Bento Prado de Almeida Ferraz Junior (UFSCar)

1990-1992

José Henrique dos Santos (UFMG)

1992-1994

Bento Prado de Almeida Ferraz Junior (UFSCar)

1994-1996

Oswaldo Giacoia Junior (Unicamp)

1996-1998

Marilena de Souza Chauí (USP)

1998-2000

Pablo Rubén Mariconda (USP)

2000-2001

Fátima Regina Rodrigues Évora (Unicamp)

2001-2002

João Carlos Salles Pires da Silva (UFBA)

2002-2004

João Carlos Salles Pires da Silva (UFBA)

2004-2006

Álvaro Valls (UFRGS/Unisinos)

2006-2008

Edgar Marques (UFMG/UFF)

2008-2010

Vinícius Figueiredo (UFPR)

2010-2012

Marcelo Carvalho (Unifesp)

2012-2014

Marcelo Carvalho (Unifesp)

2015-2016

Adriano Correia (UFG)

2017-2018

Adriano Correia (UFG)

2019-2020